Nossa incrível tendência de torcer pelo jacaré!

Profº Luiz Marins

Fico a cada dia mais impressionado com a capacidade que temos de torcer contra. Quando alguma coisa tem chance de dar certo, logo buscamos mil razões para demonstrar que ela pode dar errado. Quando uma pessoa tem algum sucesso, logo ficamos buscando razões escusas para provar que o sucesso é uma farsa ou apenas temporário. Quando uma empresa está indo bem, liderando em qualidade e vendas, logo aparece uma campanha “surda” para desmoralizar seus produtos ou serviços.

De onde vem essa nossa tendência de torcer pelo jacaré no filme do Tarzã?

Vejo agora essa mesma tendência crescer em relação ao Brasil. Quando um time de economistas ingleses publicou que o Brasil passou o Reino Unido (Inglaterra) e se tornou a sexta maior economia do mundo, a reação que tenho visto entre os brasileiros é de puro descrédito ou de busca das razões pelas quais isso não passa de um “absurdo”, pois o que vale não é a economia total e sim a renda per capita. Da mesma forma é em relação à Copa do Mundo. Todos que encontro dizem que será um verdadeiro “fiasco”.

O que me preocupa é que quando as notícias ou estatísticas são contra o Brasil ou contra alguma empresa ou pessoa, ninguém duvida! Todos acreditam piamente por mais sem credibilidade que seja a fonte. Se é contra, somos a favor! Se é a favor, somos contra! Basta vermos qualquer coisa errada e logo dizemos: “Só podia ser no Brasil”. Agora quando vemos um lugar limpo e bonito dizemos: “Nem parece o Brasil”. Isto mais me parece uma doença nacional que tem a ver com o que Tom Jobim teria dito certa vez: “Sucesso no Brasil é ofensa pessoal”.

Com esta baixa autoestima dominando nossa mente temos vergonha de celebrar nossas conquistas e nosso sucesso. Somos dotados de uma falsa humildade que procura esconder das pessoas nossas vitórias pessoais e profissionais. Idolatramos a pobreza, a carência, a falta, a ausência e não a prosperidade, a riqueza, o sucesso.

Acredito que seja hora de mudar essa mentalidade derrotista que agora está tentando provar que 2012 será um ano ruim, que a corrupção só aumentará, que a miséria está em todo lugar e quem não pensa assim é bobo, ingênuo ou ainda pior, é rico, privilegiado, bem empregado e tem sucesso. Tudo isso é uma verdadeira ofensa no Brasil. Mude! Celebre! Tenha orgulho de suas conquistas e vitórias! Você merece o melhor! Pense nisso. Sucesso!

Anthropos – Antropologia Empresarial
anthropos.com.br

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma resposta