Apenas uma lição das Olimpíadas

Profº Luiz Marins

Muitos assinantes me pediram uma reflexão sobre os jogos olímpicos e o que podemos aprender para a vida empresarial e até profissional e pessoal.

Todos nós teríamos muitas coisas a dizer. São inúmeras as lições, mas quero focar em apenas uma: a disciplina, que para mim é a maior marca de todos os jogos olímpicos.

O significado das Olimpíadas é ver o ser humano, no mundo inteiro, parando para ver-se a si mesmo, vencer-se a si próprio. Qual será o máximo que um homem ou uma mulher serão capazes de saltar, nadar, correr, se a cada jogos olímpicos novos recordes são batidos? Quais serão os limites do homem? Não há braços, pernas ou pés modelos novos! Como se explica que um ser humano bata seus próprios recordes ano após ano? É a disciplina da vontade, a ciência, a técnica, a tecnologia que só evoluem com muita vontade e disciplina.

Vejo, impressionado, a força da vontade desses atletas. Vejo a capacidade de controlar desejos imediatos para alcançar objetivos maiores. Vejo a disciplina física e mental em sua capacidade máxima trabalhando para vencer-se a si mesmo em cada atleta que compete. Para mim, a lição maior é essa.

Sem disciplina da vontade não se vence nem no esporte, nem na vida. Para vencer, em qualquer situação da vida, é preciso “querer” com a mesma energia, força e disciplina de um atleta olímpico. Além do esforço, devemos estar preparados para a realidade de que existirão sempre pessoas mais preparadas do que nós. Isso, em vez de nos desanimar, deve servir de mais motivação ainda para treinar mais, querer mais, ter ainda maior disciplina. Só assim, um dia chegaremos ao pódio!

Pense nisso. Sucesso!

Anthropos – Antropologia Empresarial
anthropos.com.br

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma resposta