Único e bem específico

Profº Luiz Marins
 
Todos nós fazemos propósitos para o ano novo. E a maioria de nós faz muitos propósitos. O resultado é que acabamos nos frustrando, pois não conseguimos cumprir nem metade daquilo a que nos propusemos.

O segredo é, mais uma vez, ter foco.

Em vez de vários propósitos e juramentos, faça um único. E faça esse único de forma muito específica. Faça um propósito que você possa medir, avaliar objetivamente, concretamente. Nada de intenções genéricas do tipo “vou ser melhor” ou “fazer mais exercícios físicos” ou mesmo “comer menos”, etc. Seja o mais específico possível, por exemplo: “vou emagrecer cinco quilos até julho”, “não vou mais atrasar os relatórios de viagem” ou “vou limpar e guardar todas as ferramentas após o uso”. Ou então, “vou caminhar em volta da quadra da minha casa todas as terças e quintas-feiras, após voltar do trabalho”. Ou ainda, “não vou ficar irritado(a) com aquele(a) colega de trabalho que me tira do sério”. Ou talvez, “vou jantar com minha família todas as noites, sem assistir televisão e conversar com meus filhos e esposo(a)”. Ou “vou cumprir minhas obrigações em relação à minha religião e vida espiritual”. Ou quem sabe, “vou mastigar bem os alimentos até que se tornem líquidos na boca”. Ou ainda o que você deseje realmente fazer para ser melhor, para se exercitar mais ou para comer menos e emagrecer, etc.

Se você não for o mais específico possível, dificilmente conseguirá cumprir. Lembre-se: apenas uma promessa e não todas as que gostaria de fazer. Mesmo assim, você terá que ter uma grande disciplina para cumprir essa única e bem específica promessa que fez. Mas sendo apenas uma, com certeza será mais fácil cumprir, avaliar e mesmo recomeçar quando falhar.

Mas para decidir, com seriedade, qual propósito escolher, dentre tantas coisas que gostaríamos de mudar em nós, temos que fazer, em primeiro lugar, uma análise criteriosa de nossa própria vida para que toquemos realmente no que seja essencial para a nossa felicidade. Temos que tomar cuidado para não mentir para nós mesmos fazendo um propósito fácil demais ou mesmo desnecessário.

Faça isso. Pense numa única coisa com a qual você vá realmente se comprometer neste ano que se inicia. Fazendo isso, sua autoestima aumentará e você se sentirá muito melhor.

Pense nisso. Sucesso!

Anthropos – Antropologia Empresarial
anthropos.com.b

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma resposta