Planejar sem complicar

Profº Luiz Marins

Aproveite o início do ano para planejar.

Mas, por favor, não complique. Não faça planejamentos sofisticados demais. Planeje com os pés no chão; com base na realidade concreta da sua empresa; tendo em conta suas reais possibilidades de caixa e das pessoas com quem realmente poderá contar. Planejamento não é exercício de sonho. Pense grande, mas não sonhe demais a ponto de nem você mesmo acreditar no que planejou.

Para planejar bem, faça uma análise do que deu certo na sua empresa nos anos passados. Das coisas que os clientes elogiavam e gostavam. Você verá que há muitas coisas excelentes que você deixou de fazer e nem sequer sabe os motivos. Reveja o seu baú de velhas ideias e veja quantas coisas podem ser revividas com sucesso.

Pense também no que você já tem dentro da sua empresa e que pode se transformar num produto ou serviço. Há muitas oportunidades escondidas dentro de uma empresa e que podem ser fonte de resultados importantes. Lembro-me, por exemplo, de uma empresa que tinha um enorme auditório ocioso e que passou a alugá-lo para terceiros, criando uma fonte de recursos que não existia. Lembro-me de outra que desenvolveu um software para uso próprio e descobriu que poderia vendê-lo a outras empresas com pequenas modificações.

Pense no grupo de pessoas que você sempre considerou como aquelas que jamais comprarão de você. Aí podem estar seus futuros e mais lucrativos clientes. Lembre-se que a classe C já está chegando a 60% da população e isso é muito recente. Há clientes hoje que não eram nossos clientes ontem e nem sempre estamos acostumados a pensar nessa nova classe como clientes.

Enfim, faça uma parada estratégica para planejar com simplicidade. Sem planejamento eficaz não há ação que leve empresas ao sucesso.

Pense nisso. Sucesso!

Anthropos – Antropologia Empresarial
anthropos.com.br

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma resposta