Onde se respira o futuro

Profº Marins

Nesta semana tive o prazer de revisitar a Amazônia a partir de Belém, a capital da Amazônia Legal e em seguida Santarém e Itaituba. A Amazônia Legal representa 59,2% do território brasileiro e abriga 12% da nossa população.

Conversei com empresários, professores, missionários e artistas e o que mais me impressionou é a elevada autoestima que constatei e a visão de futuro que possuem. Hoje se tem plena consciência do valor da Amazônia e sua essencial biodiversidade para o futuro da humanidade. Hoje se compreende o valor do manejo sustentável da floresta, que é uma das mais importantes fontes de riqueza para poder ser o desenvolvimento de um turismo inteligente, ambientalmente responsável e gerador de emprego e renda.

Conheci o plano de desenvolvimento turístico do Estado do Pará, competentemente elaborado com consultorias internacionais, com foco na preservação e difusão de todo o potencial da Amazônia e que já vem atraindo para região investimentos sustentáveis de grande monta. Enfim, conheci lugares onde se respira, além do ar puro, o futuro.

Escrevo isto porque nós brasileiros temos a obrigação de conhecer o Brasil, a Amazônia e nossas riquezas, antes de gastarmos nosso dinheiro na Disney, em Miami , Nova Iorque ou Paris. É dever de cidadão do brasileiro conhecer primeiro o Brasil. Desculpem-me a franqueza, mas é ignorância grave, ir para o exterior sem antes ter tido uma plena experiência do Brasil.

Muitos me darão vários motivos para ir à Disney antes da Amazônia ou Pantanal ou mesmo de visitar as Cataratas do Iguaçu, Salvador, Ouro Preto, etc. Muitos me dirão que o turismo no Brasil é muito caro e que as acomodações são de má qualidade. Sinto ter que afirmar que se isso foi verdade no passado, hoje não é mais. Temos hotéis e pousadas de grande qualidade a preços justos. Temos pacotes turísticos em condições de pagamento facilitadas. As pessoas que têm recursos para conhecer o Brasil e não conhecem é porque não querem conhecer. São pessoas que gastam dólares em bugigangas em Miami e Nova Iorque e que têm apenas a cultura dos shopping centers e dos fast foods. É uma pena!

Nesta semana, pense nisso. Pense em conhecer o Brasil primeiro. Pense em sair dos grandes centros, do tumulto das grandes cidades e conhecer onde existe um outro Brasil à sua espera, um Brasil onde se respira além da natureza, o futuro da humanidade.

Pense nisso. Sucesso!

Anthropos – Antropologia Empresarial
anthropos.com.br

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma resposta